Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Visão geral: exemplo

Imagine que estamos desenvolvendo parte da funcionalidade de um sistema que, entre outras coisas, gerencia informações básicas de usuários. Temos como regra de negócio o disparo de um email para o administrador do sistema toda vez que um novo usuário for adicionado a base de dados, ou seja, após adicionado um usuário um email será disparado. Para este caso temos a necessidade de realizar uma ação após o comando de inserção de um registro no banco de dados. Essa ação é também conhecida com evento e pode ser realizada em até três momentos: Antes, Depois e Durante as quatro ações básicas que podem ser executadas em um banco de dados, são elas: Inserir, Deletar, Atualizar e Obter

Passos

1-Adição do controle "Fonte de dados"

Primeiramente vamos adicionar o controle "Fonte de dados" em uma página web. Para fazer isso acesse, a partir do botão "Ir para Pasta de Views", o local padrão de armazenamento dos arquivos do tipo ".html" na IDE CronAPP, como pode ser visto na Figura 1. Nesse tutorial vamos adicionar o controle na página "home.view.html". Com a página web aberta no ambiente de desenvolvimento podemos acessar a barra de ferramentas que contém, além de outras funcionalidades, os controles que podem ser arrastados e adicionados a tela, Figura 2.


Figura 1 - Diretório padrão dos arquivos ".html" 


Figura 2 - Seleção do controle "Fonte de dados" através do campo de busca

 

2-Definição da origem de dados

Após adicionado o controle na tela, é preciso definir a propriedade Origem dos Dados do controle Fonte de dados. Essa definição é iniciada a partir da seleção do componente>Propriedades>Origem de dados[...], da esquerda para a direita respectivamente Figura 3

 

Figura 3 - Propriedade(Origem dos dados) do controle Fonte de dados 

3-Criação de uma fonte de dados

A janela de criação/seleção das fontes de dados é exibida após o clique no botão Origem de dados[...] , possibilitando a criação ou vinculação de uma fonte de dados ao controle. A opção Nova Fonte de Dados é usada nesse tutorial, mas é possível selecionar e posteriormente editar as configurações de uma fonte de dados existente.

Figura 4 - Criação/Seleção de uma Fontes de Dados 

4-Eventos

A tela de Fonte de Dados - Nova consulta permite, entre outras ações, a aplicação de Eventos que serão executados em determinadas fases de uma transação em um banco de dados como mencionado no tópico de visão geral do exemplo. O objetivo aqui é enviar um email logo após a adição de um novo usuário na base de dados. Para isso vamos utilizar o evento Depois de Inserir Figura 5. A descrição completa dos eventos pode ser vista na Tabela 1 abaixo.

Figura 5 - Tela Fonte de Dados - Depois de Inserir

Tipo

Descrição

Antes de Inserir

Método invocado com instruções a serem executadas de forma prévia ao comando de inserção referente a uma entidade no banco de dados

Depois de Inserir

Método invocado com instruções a serem executadas após o comando de inserção referente a uma entidade no banco de dados

Antes de Deletar

Método invocado com instruções a serem executadas de forma prévia ao comando de exclusão referente a uma entidade no banco de dados

Depois de Deletar

Método invocado com instruções a serem executadas após o comando de exclusão referente a uma entidade no banco de dados

Antes de Atualizar

Método invocado com instruções a serem executadas de forma prévia ao comando de atualização referente a uma entidade no banco de dados

Depois de Atualizar

Método invocado com instruções a serem executadas após o comando de atualização referente a uma entidade no banco de dados

Ao Navegar

Método invocado com instruções a serem executadas no momento em que ocorre a transição de um registro para outro.(Registros originários de uma consulta em um banco de dados)

Obter Dados

Método invocado com instruções a serem executadas no momento da obtenção de registro(s) referente(s) a uma entidade em um banco de dados

Tabela 1 - Descrição dos métodos disponíveis na aba de eventos da tela de Fonte de Dados - Nova consulta 

Obs.:

Para a criação de eventos é preciso definir de foma prévia em uma fonte de dados uma entidade ou bloco de programação.


 

5-Seleção ou criação do bloco de programação

A definição de blocos de programação contendo os comandos a serem executados como Eventos no processo de persistência de dados pode ser feita de duas maneiras: Selecionar um bloco de programação existente(botão esquerdo da Figura 6) ou Abrir ou criar um novo bloco de programação(botão direito da Figura 6).

Figura 6 - Botões de Selecionar ou Abrir

   5.1-Selecionar bloco de programação existente

Caso os camandos a serem executados já estejam criados no projeto em forma de bloco de progamação do tipo servidor, é possível vincular esse bloco/função ao evento desejado, para esse exemplo, o evento Depois de Inserir. Nesse tutorial foi criado o bloco chamado BlocoServ com uma função chamada EnviarEmailAposInsercao. Acompanhe o processo seleção de uma função do bloco de programação da Figura 7 até a Figura 10.

 

Figura 7 - Seleção de um bloco de programação existente


Figura 8 - Selecionando a função EnviarEmailAposInsercao do bloco BlocoServ 


Figura 9 - Salvando a função EnviarEmailAposInsercao do bloco BlocoServ 


Figura 10 - Função do bloco atribuída ao evento (Depois de Inserir)


   5.2-Abrir ou Criar um novo bloco de programação

Para o caso de não existir no projeto um bloco de programação com a função a ser definida no evento da fonte de dados, pode-se criá-lo. A criação é simplificada, já que o processo é inteiramente feito de forma visual. O botão para abertura da tela de criação de um novo bloco de programação pode ser visto na Figura 6.


Figura 7 - Criação de um bloco de programação do tipo servidor vazio


Figura 8 - Finalização do novo bloco de programação (BlocoServ) e sua função(EnviarEmailAposInsercao)


Após a finalização do novo bloco de programação, o usuário é imediatamente redirecionado para a tela de programação do bloco. Nesta, os comandos a serem atribuídos a função criada em conjunto com o novo bloco de programação podem ser definidos. Observe que a Figura 9 já apresenta a função (EnviarEmailAposInsercao) implementada, ou seja, já com a função proposta no inicio desse tutorial, Enviar email.

Figura 9 - Tela para programação do bloco

 

Mais sobre

A criação de um novo bloco de programação através da aba Eventos na tela Fonte de Dados - Nova consulta gera além do bloco do tipo servidor, uma nova variável referente a entidade definida. Para o exemplo apresentado na Figura 10, a varivável criada foi Entidade<app.entity.User>. A estrutura de nomenclatura <namespace.entidade> permite que os atributos da classe/entidade possam ser listados no menu vertical das funções no bloco de programação. Ex.:

Figura 10 - Listagem de atributos no menu vertical da função (Define valor do)

 


Pode-se definir qualquer variável utilizando a estrutura  <namespace.entidade>. Observe que o nome da variável a ser criada deve ser composto pelo nome da classe no diagrama da dados(nome da entidade) e seu namespace completo. Ex.: Var<app.entity.ExemploEntidade>. O uso dos sinais de menor que(<) e maior que(>) é obrigatório.

Figura 11 - Representação do namespace da entidade e da classe no diagrama de dados que a representa

 

 

 

 

Nesta Página

  • No labels