Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata


Durante a criação de um projeto no Cronapp é possível selecionar o tipo de projeto, se já possui versionamento, seleção de banco de dado externo e tema. Veja o detalhamento nos passos abaixo.

Figura 1 - Novo Projeto


  1. Low-Code: Desenvolvimento de projetos com pouca codificação

    • Apenas Web: seu projeto será configurado para o desenvolvimento de uma aplicação Web;

    • Mobile e Web: seu projeto será configurado para desenvolvimento de um projeto para mobile e mobile, onde ambos poderão compartilhar banco de dados, funções dos blocos servidor, fontes de dados.

      Dica:

      Escolha essa opção para desenvolver um projeto somente mobile, desmarcando na próxima ela a opção incluir Front-End web.

  2. High-Code: desenvolvimento convencional com codificação, utilizando as bibliotecas da IDE. As linguagens disponíveis NodeJs, Java, Python e C#.Net em Back-End e JavaScript e TypeScript para o Front-End;

  3. Nome do projeto: campo para definir o nome do seu projeto;

  4. Projeto sob versão: Importa um projeto versionado GIT ou SVN. 

    • O projeto está sob controle de versão?: se seu projeto esta sob controle de versão, marque esta opção para informar a URI na próxima tela;

    • Copiar modelo: essa opção cria um novo projeto com base em um modelo básico;

  5. Seleciona a versão: Informa um valor para a versão atual do seu projeto.

Projeto Low-Code

Projetos Low-code tem o foco no desenvolvimento rápido de aplicações (RAD) e possui várias ferramentas projetada para facilitar o desenvolvimento com baixa programação. Nesse formato a criação do seu projeto se torna mais produtiva e fácil. Disponíveis para serem trabalhas nas linguagens Java (Back-End) e JavaScript (Front-End e mobile).

Modelo

Os modelos possuem uma série de tecnologias (JPA, AngularJS, Maven, Ionic, SpringBoot e outras) que vem integradas junto com sua aplicação. Atualmente temos disponíveis os modelos Mobile Low-code Project para projetos do tipo mobile ou mobile com web e Projeto Web Low-code para projetos somente web.

Figura 2 - Modelo para projeto do tipo mobile

Configuração

Após selecionar o modelo disponível para a criação de aplicações Low-code, o ambiente para desenvolvimento com baixa codificação será gerado para você. Mas, antes disso, existe uma tela para fazer os informes dos campos do projeto.

Figura 3 - Informe de campos

  1. ID da aplicação: identificação da aplicação.

  2. Incluir Front-End:

    • Em projetos web são gerados arquivos relacionados ao front-end da aplicação, que é a parte do sistema que irá interagir diretamente com o usuário, utilizando HTML,CSS e programação JavaScript;

    • Nos projetos mobile e web, desmarque a opção Incluir Font-End web se desejar somente um projeto mobile;
  3. Incluir Back-End: seu projeto poderá fornecer serviços REST para serem consumidos por outras aplicações.

  4. Tipo de autenticação: define a forma de autenticação dos usuários com o sistema:

    • Normal: fornece uma estrutura de dados para armazenamento de login, senha e permissões, além de páginas de login e cadastro de usuário;

    • Token: após a autenticação o servidor envia um token para o cliente (aplicativo mobile ou browser) e toda requisição feita pelo cliente é enviado junto o token, garantido a origem da requisição;.

    • Nenhuma: aplicação é acessada sem autenticação.

  5. Posição do menu: define o posicionamento do menu da aplicação:
    • Horizontal: menu fica posicional horizontalmente na tela.
    • Vertical: menu fica posicionado verticalmente.
  6. Login por redes sociais: se permitido o usuário poderá logar na aplicação via redes sociais, o que é pratico e vem se tornando uma funcionalidade comum nos sistemas atuais. 

Tema

Na próxima etapa selecione um dos vários temas disponíveis, o tema padrão adotado pelo Cronapp é o Material.

Figura 4 - Seleção do tema

Banco de dados

Nesse momento já é possível definir qual banco será usado no começo do projeto, é possível alterar posteriormente o banco principal ou adicionar novos bancos de dados.


Figura 5 - Seleção do banco de dados para a aplicação


  1. Utilizar banco de dados temporário em disco (H2): é um banco local que utiliza memória e armazenamento em disco, normalmente utilizado para a parte inicial do desenvolvimento do sistema, como teste; Os containers, onde são publicadas as aplicações no CronApp, não possuem armazenamento em disco. Dessa forma, quando sua aplicação for publicada, você poderá até utilizar o banco H2 e tudo irá funcionar, inclusive a gravação e leitura de dados, porém ao parar a aplicação o container será desligado e os dados perdidos.

  2. Criar ou utilizar banco de dados existente na nuvem CronApp: o  banco na nuvem Cronapp utiliza a infraestrutura de armazenamento da Amazon, garantindo confiabilidade, escalabilidade e segurança para o seu projeto.

    • Bancos de dados na nuvem: exibe os bancos de dados na nuvem associados a sua conta;

    • Novo banco de dados na nuvemCriar novo banco de dados na nuvem Cronapp:

      • +: Nome do banco de dados a ser criado e adicionado a sua conta.

  3. Utilizar outro banco de dados existenteÉ possível utilizar os bancos de dados Mysql, Oracle, SQLServer, Postgresql, H2, BD2, Derby criados fora da plataforma CronApp.

    • Fabricante: o tipo de banco a ser utilizado;

    • Usuário; 

    • Senha;

    • Nome do banco: nome do banco de dados a ser utilizado;

    • Testar Conexão: testar a conexão para ver se todas as credenciais estão corretas.

Projeto High-Code

Projetos High-Code não possuem ferramentas que agilizam e facilitam o desenvolvimento, ficando a cargo do desenvolvedor gerar todo o conteúdo de back e front-end, instalação e configuração de bibliotecas externas.  

Além da estrutura de desenvolvimento, o Cronapp disponibiliza alguns modelos de tecnologias para integrar ao seu projeto no momento da criação, gerando uma estrutura básica para iniciar o desenvolvimento. Os modelos variam com a linguagem selecionada. 

Plugin Cronapp

Uma das opções dos projetos High-code é o desenvolvimento de plugins para integração com projetos low-code. Sendo possível gerar componentes de API para bloco de programação ou componente visual, permitindo a utilização em um ou mais projetos.

Como os projetos low-code trabalham apenas com Java e JavaScirpt, os plugins deverão ser desenvolvidos nessas linguagens.

Nessa Página

 

  • No labels