Skip to end of metadata
Go to start of metadata

O desenvolvedor poderá ter uma visão do desempenho das aplicações publicadas em seus ambientes disponibilizados pelo CronApp PaaS, utilizando o Painel de Monitoramento. 
Esta visualização será em forma gráfica, onde será possível acompanhar o comportamento das aplicações ao longo do tempo e observar, por exemplo, sinais de degradação de desempenho.

O objetivo do CronApp PaaS é automatizar ao máximo tarefas de infraestrutura, do ponto de vista da aplicação, implementando cada vez mais serviços que possam facilitar tais operações. Nessa versão inicial foi disponibilizado um serviço que fica constantemente verificando se a aplicação está respondendo às requisições, em um tempo de resposta aceitável. Note que o objeto da verificação não é a máquina onde sua aplicação, mas sim a própria aplicação. O monitoramento CronApp verifica os sinais vitais da sua aplicação (por exemplo, resposta às requisições) e não os sinais vitais da máquina onde ela está instalada (por exemplo, uso de memória). 

Monitoramento Básico

O mecanismo de monitoramento disponível na versão 1.9 do CronApp funciona como um robô que constantemente faz requisições para a aplicação web publicada no CronApp e verifica quanto tempo ela demora para responder. Essa medida de tempo é então armazenada em um banco de dados, e após várias verificações, é possível obter um número significativo de medidas que finalmente permitem o desenho de um gráfico, que é apresentado ao usuário do CronApp PaaS.

O mecanismo só é acionado sob demanda. Para iniciar o processo de monitoramento, deve-se acionar, no console de aplicações, o botão 'gráfico' (na coluna “Ações”, há um ícone em forma de “Gráfico”). 

 

Figura 1 - acesso ao monitoramento básico a partir do console de aplicações publicadas

Inicio do monitoramento

Se for a primeira vez, significa que o processo de monitoramento ainda não foi iniciado, e portanto não há gráfico pronto para visualização. O monitoramento será iniciado, com a correspondente coleta periódica de informações, quando se clicar no ícone. Para tanto, é necessário que a aplicação esteja iniciada (em execução). Após o clique, será exibida a mensagem abaixo (Figura 2):

Figura 2 - aviso de início do processo de monitoramento

 

Ao clicar no “OK”, o símbolo do “Gráfico” dará lugar a um símbolo de “Carregando”, o que indica que a inicialização do processo de monitoramento está em progresso (Figura 3).


Figura 3 - indicativo de inicio de monitoramento

 

Conforme a mensagem, quando tudo for gerado, será aberta uma nova aba de browser para ser exibido o gráfico resultante (Figura 4). No primeiro momento, o gráfico será exibido em branco por ainda não ter dados suficientes. 


Figura 4 - monitoramento em estado inicial, ainda sem dados

 

Atenção: o seu navegador pode estar bloqueando as pop-ups e nesse caso a visualização do gráfico será bloqueada, conforme ilustrado na Figura 5. Caso isso ocorra, é necessário permitir a exibição, marcando em "Sempre mostrar pop-ups de..."

Figura 5 - Bloqueio do popup

 

Visualização de dados

A visualização dos dados do gráfico pode ser feita após algum tempo (em geral algumas horas), recarregando a página do gráfico. Ou então, ao clicar novamente no ícone do “Gráfico”. Como o processo de monitoramento já foi inicializado anteriormente, o sistema redireciona para o gráfico já existente, agora com informações, e apresenta a mensagem ilustrada na Figura 6.

Figura 6 - redirecionamento para gráfico de monitoramento pré-existente

Uso do painel gráfico

A princípio o gráfico se apresenta com um intervalo padrão apresentando as medidas de tempo de resposta armazenadas nas últimas 3 horas. No entanto, é possível expandir ou reduzir esse intervalo de tempo, da seguinte forma:

  •  Expandir Se for dado um duplo clique na área do gráfico resultante, ocorrerá um “Zoom out”, ou seja, a escala de tempo no eixo “X” aumentará, diminuindo visualmente o gráfico (Figura 7).
  • Se “clicar-e-arrastar” ocorrerá um “Zoom in”, ou seja, a escala de tempo no eixo “X” diminuirá, aumentando visualmente o gráfico (Figura 8).

Figura 7: expandindo o intervalo de tempo no eixo X (duplo clique): o gráfico fica mais 'espremido'


Figura 8: reduzindo o intervalo de tempo no eixo X (selecionar a área de interesse clicando e arrastando): o gráfico fica mais 'espalhado'


Nesta página

 

  • No labels