Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Na parte superior da IDE encontra-se o menus do sistema e os botões de atalho para as principais funcionalidades.

Figura 1 - Menu do sistema e ícone de atalhos

Observação

Algumas funcionalidades do menu do sistema e alguns ícones de atalho ficam desabilitados ao iniciar a IDE. Para fazer a habilitação é necessário que exista um projeto em aberto na IDE ou que seja criado um.

As funcionalidades mais usadas do menu do sistema possuem atalhos.

  1. Novo projeto: cria novo projeto;
  2. Abrir: abre um projeto;
  3. Salvar: salva alterações feitas em um arquivo aberto na área de trabalho da IDE;
  4. Salvar todos: salva todas as alterações feitas nos arquivos em aberto na área de trabalho da IDE;
  5. Rodar: roda o projeto;
  6. Debug: faz o debugging do projeto e o roda;
  7. Parar Aplicação: para o servidor em que o projeto alocado. Só é habilitado após rodar ou debugar o projeto;
  8. Abrir navegador: abre o projeto no browser;
  9. Prosseguir execução: executa a aplicação normalmente, ignorando o
  10. Próximo passo: segue para a próxima linha do código, mas não entra no método se houver;
  11. Entrar: segue para a próxima linha do código e entra no método;
  12. Sair: caso esteja dentro de método, clicando em sair, você segue para a primeira linha de código que fica fora do método;
  13. Terminal: acessa o terminal Linux, onde você tem acesso a todos os arquivos do seu projeto utilizando os comandos do Linux;
  14. Banco de Dados: abre o context.xml, onde mostra todos os bancos de dados do projeto;
  15. Console: faz a publicação do seu projeto;
  16. Bancos de Dados na nuvem: mostra os bancos de dados na nuvem e suas informações, como também faz a adição de outros bancos;
  17. Suporte online: abre o chat para falar com a equipe de suporte da IDE;
  18. Iniciar assistente: habilita um assistente que faz um tour pela IDE.

Abaixo se encontra a lista de opções das funcionalidades do menu do sistema.

Realiza algumas ações no arquivo aberto na área de trabalho.

  • Buscar: procura pelo nome de um arquivo ou pelo tipo de arquivo (java, html, txt, entre outros);
  • Buscar símbolos: procura por arquivos dentro do projeto e dentro de dependências do projeto;
  • Buscar conteúdo: procura pelo conteúdo em todos os arquivos do projeto;
  • Índice de métodos: lista os métodos do arquivo, facilitando a navegação. Só ativo em arquivos Java;
  • Abrir recentes: lista os últimos arquivos fechados;
  • Salvar: salvar o arquivo que está aberto na área de trabalho;

  • Salvar como: cria uma cópia do arquivo editado, permitindo a alteração do nome e local de salvamento;

  • Salvar todos: salva todos os arquivos;

  • Fechar: fecha a aba do arquivo exibida no momento.

  • Desfazer: desfaz a última ação feita;
  • Refazer: refaz a última ação desfeita;
  • Recortar: recorta algum conteúdo selecionado;
  • Copiar: copia um conteúdo selecionado;
  • Colar: cola um conteúdo copiado ou recortado;
  • Pesquisar: pesquisa por um conteúdo na janela aberta;
  • Substituir: pesquisa por um conteúdo na janela aberta e o substitui por outro.

Menu responsável por gerenciar e configurar o projeto aberto, além de abrir algumas funcionalidades.

  • Novo: cria um novo projeto;
  • Abrir: abre um projeto criado;
  • Abrir Recentes: apresenta uma lista de projetos que foram utilizados recentemente na IDE;
  • Fonte de dados: abre a janela de fontes de dados, onde você pode fazer adicionar novas fontes, busca por fontes de dados, removê-las e alterar as fontes selecionadas;
  • Banco de dados: abre o arquivo context.xml em modo low code, permitindo criar bancos de dados, removê-los, manipulá-los, verificar e adicionar perfis dos bancos;
  • Chaves de internacionalização: exibe as chaves de internacionalização (mobile, cliente ou servidor). Permitindo adicionar novas ou editar as já existentes;

    Dica

    Para saber mais sobre chave de internacionalização clique aqui.

  • Permissões de segurança: cria grupos de acessos e permissões de acessos a diretórios e páginas;
  • Eventos e ações: abre uma janela com para criar eventos e ações as propriedades existentes através dos blocos de programação. Por default, os eventos não são definidos e as ações utilizam o padrão do framework. Alguns eventos são criados no lado do cliente, enquanto o restante é criado no lado do servidor;
  • Parâmetros do sistema: abre uma janela para fazer a criação de parâmetros do sistema, podendo ser renomeado e definir um valor para ele, além de também poderem ser removidos;
  • Agendador de tarefas: abre a janela Agendador de Tarefas (job), permitindo definir tempo para executar ações geradas por bloco de programação;
  • Configurações: abre a janela de configurações do projeto, permitindo editar algumas informações gerais, versionamento, referências do projeto e Funcionalidades parametrizáveis;
  • Limpar todos os caches: limpa todos os dados do cache;
  • Fechar: fecha o projeto.

O plugin no Cronapp é uma pequena aplicação desenvolvida e disponibilizada para provê funcionalidade bem específica a projetos Cronapp. Existem vários plugins que facilitam a integração com sistemas externos, podendo ser gratuitos ou pagos. Você é livre para criar plugins e disponibilizá-los com outros usuários e projetos.

  • Meus plugins: lista de plugins criados pelo usuário, informando seu tipo e sua licença, e também um botão para abrir a janela para adicionar um novo plugin;
  • Plugins instalados: exibe os plugins instalados no projeto;
  • Adicionar novo plugin: abre uma janela para fazer a criação de um plugin.

Nele você pode definir o idioma da IDE, visualizar o seu perfil, escolher o quanto de memória a ser utilizada, definir o tipo de uso da IDE e algumas configurações.

  • Idiomas: define o idioma da IDE, podendo ser em inglês ou português;
  • Perfil do Usuário: abre uma janela para mostrar o seu perfil, onde tem as informações de sua conta;
  • Memória de Run/Debug: seleciona a porcentagem de memória reservada para a execução do projeto;
  • Memória de Desenvolvimento: seleciona a porcentagem de memória destinada para o desenvolvimento do projeto;
  • Modo de uso da IDE: escolhe o tipo de modo que você irá utilizar na IDE, podendo ser analista ou avançado. O modo analista oculta funcionalidades avançadas do Cronapp.

Menu que reúne algumas funcionalidades necessárias para executar a aplicação.

  • Rodarroda o projeto;
  • Debugroda o projeto em modo debugging;
  • Parar Aplicação: para a execução da aplicação no servidor Tomcat;
  • Prosseguir execuçãousado em modo debugging. executa a aplicação ignorando os breakpoints;
  • Próximo passo: segue para a próxima linha do código, mas não entra no método, se houver.
  • Entrar: segue para a próxima linha do código e entra no método, se houver.
  • Sair: caso esteja dentro de método, clicando em sair, você segue para a próxima linha de código após a chamada do método.
  • Abrir Navegador: Abre o projeto em outra aba do navegador.

Em Ferramentas é possível fazer o gerenciamento dos tipos de bancos de dados e dos backups automáticos, além de abrir o terminal.

  • Gerenciador de SQL: Abre o Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) online;
  • Terminalacessa o terminal Linux, onde você tem acesso a todos os arquivos do seu projeto;
  • Gerenciamento de Backups: gerencia os backups que foram feitos, podendo ser baixados, removidos ou restaurados.

Responsável por publicar a aplicação e configurar o banco de dados.

  • Publicar: exibe uma janela de configuração a fim de ajustar algumas propriedades para fazer a publicação do seu projeto;
  • Consolefaz a publicação do seu projeto;
  • Bancos de dados na nuvemmostra os bancos de dados na nuvem e suas informações, como também faz a adição de outros.

Esse menu somente estará ativo quando o projeto for mobile ou mobile com front-end.

  • Compilar: compila o projeto e gera um arquivo .apk para dispositivos Android ou .zip com os arquivos necessários para gerar o aplicativo para IOS;
  • Executar: traz a opção de executar o projeto em um simulador dentro do Cronapp ou simular a execução no próprio smartphone através do aplicativo de testes do Cronapp;

    Dica:

    Baixe o Aplicativo de desenvolvimento do CronApp nas lojas oficiais do Android (Play Store) ou IOS (Apple Store).

  • Configurações: traz as informações do aplicativo e permite adicionar a URL Back-end, além de inserir a chave do Android ou a assinatura do IOS.
  • Agente Cronapp: abre um caixa de diálogo onde você pode fazer algumas perguntas mais específicas sobre a IDE, respondidas por um chatbot;
  • Glossário: apresenta definições de algumas expressões utilizadas na IDE;
  • Preferências: exibe a opção de abrir o assistente ao inicializar o CronApp e faz uma análise da IDE, podendo ser escolhida entre 1x por dia, por semana ou por mês.
  • Lista de atalhos: exibe todas as teclas de atalho que são suportadas e o que cada uma faz.
  • Suporte online: abre uma caixa de diálogo para mandar mensagem a equipe de suporte da Cronapp.
  • Iniciar Assistente: habilita um assistente que informa sobre algumas funcionalidades da IDE e informa a localidade dessas funcionalidades.
  • Sobre: abre uma janela com as informações da IDE.
  • Termos de Serviço Beta do Cronapp: exibe os termos para uso da versão Beta do Cronapp.
Nessa Página

 

 

  • No labels