Blog

Blog

O novo componente possui diversos recursos que facilitam o trabalho com datas em sua aplicação web. Acesse a documentação do componente para conhecer esses recursos.


Figura 1 - Componente Calendário



Debug visual

O Cronapp apresenta o seu depurador Low-Code para os blocos servidores. Com ele será possível definir os breakpoints, visualizar o bloco atualmente em execução e obter seus valores ou realizar alguma ação através das abas inferiores "Variáveis", "Breakpoint" e "Console do depurador". Utilize os botões de ação do depurador para dar sequência na execução dos blocos.

Acesse o tópico "Debug visual" em Bloco de programação para mais detalhes.


Figura 1 - Depuração visual em uma função de bloco de programação 



Refizemos toda a documentação do Git e Git-flow, apresentando os principais recursos e como utilizá-los no Cronapp.


Figura 1 - Modelo de comunicação entre repositórios no Git


O Cronapp adicionou parâmetros extras para a geração de arquivos war através da linha de comando Maven "mvn package". Os parâmetros permitirão definir perfil (desenvolvimento, produção etc), se ele deve auto-popular a base de dados, se deve levar as strings de conexão com banco de dados e o tipo de auto-geração de tabelas. Esses parâmetros são muito úteis para usuários que automatizam entregas/integração contínuas (CD/CI) através de ferramentas externas, como por exemplo, o Jenkins.

Os parâmetros extras ao "mvn package" são (cada parâmetro deve ser precedido com o "-D"):

  • cronapp.profile - tipo de perfil (DEV, PROD etc - Padrão: DEV);
  • cronapp.populate - indica se deve incluir o populate.json (true/false - Padrão: true);
  • cronapp.useContext - indica se deve incluir o context.xml com dados de conexão (true/false - Padrão: true);
  • cronapp.generationType - indica qual o tipo de geração de entidades (none, auto, create-tables, create-or-extend-tables, drop-and-create-tables - Padrão auto). Para mais detalhes, acesse a documentação do eclipseLink.

Exemplo: mvn package -Dcronapp.profile=DEV -Dcronapp.populate=true -Dcronapp.useContext=true -Dcronapp.generationType=auto




O novo componente de Chat permite que o usuário participe de sessões de bate-papo com outros usuários ou com robôs de bate-papo (chatbots).

Com suporte a cards, botões e ações padrão, fornece uma rica experiência de conversação que vai além da compreensão da linguagem natural e da personalidade do chatbot. Esses recursos permitem implementar a interface do usuário conversacional em seus aplicativos, utilizando estruturas baseadas em IA que funcionam com o processamento de linguagem natural, seguindo uma árvore lógica predefinida ou para integrar os recursos de bate-papo P2P nos aplicativos.


Figura 1 - Componente visual mobile Chat


Personalize o componente chat utilizando suas propriedades e eventos específicos.


Figura 2 - Propriedades específicas do componente


O componente possui diversas funções em bloco de programação cliente para automatizar e controlar as ações.


Figura 3 - Categoria Chat com diversos blocos de programação



CRONAPP-1993


Acesse a documentação do Cronapp BPM e veja como é possível criar fluxos de atividades visuais através do Modelo de Processo de Negócios e Notação, permitindo o mapeamento e automação de processos.


Exemplo de fluxo criado no Cronapp BPMN


Obs,: Essa é funcionalidade exclusiva da versão Cronapp Enterprise.


O sistema de Permissão de segurança do Cronapp foi totalmente remodelado, agora está muito mais robusto e com diversas melhorias. Veja mais detalhes em Permissão de Segurança.


Nova estrutura de permissões e acessos



Veja nesse tutorial como obter o conteúdo de uma Fonte de dados a partir de uma lista de objetos, sem a necessidade de possuir a entidade desse objeto no sistema.


Configuração do componente Fonte de dados


Agora é possível selecionar como deseja renderizar os relatórios (PDF ou HTML) e para quem exibir em seu projeto.

Para selecionar o tipo de renderização que o relatório deverá utilizar ao exibir o documento na aplicação, é necessário clicar em Segurança / Renderização.


Local onde selecionamos as opções de Segurança e Renderização


 Após abrir a janela, selecione o tipo de renderização desejado.


Seleção do tipo de renderização


Para selecionar as permissões que possam exibir o relatório, clique na imagem do cadeado ao lado do item Segurança e siga os passos abaixo.



Seleção de segurança


O Cronapp agora permite referenciar campos do próprio objeto ou de objetos relacionados como valor de campos calculados na Fonte de dados. Isso representa mais um facilitador no desenvolvimento, evitando consultas complexas ou programações extras.


Campos de objetos relacionados


Um caso muito frequente no uso desse artifício é em CRUDS com entidades País, Estado e Cidade. Normalmente, apenas mantemos o relacionamento com a Cidade. Afim de manter Caixas de Seleção Dinâmicas preenchidas, precisamos de referências às entidades Estado e Município. Algo que pode ser feito como segue:


Para cada cidade teremos também o nome do seu pais e a região do seu estado



Você não precisa mais de um Mac para compilar e distribuir sua aplicação, O Cronapp Studio agora fornece pra você um recurso completo para a compilação de seu aplicativo para a plataforma iOS e também sua publicação na Apple App Store.

Gere o .ipa do seu projeto e teste ele em minutos em seu próprio dispositivo. Para isso, importe da sua conta de desenvolvedor Apple as informações do seu App (.mobileprovision e certificado .p12).



Após a geração do seu aplicativo .ipa você poderá testá-lo diretamente no seu dispositivo ou publicá-lo na Apple App Store informando apenas os dados da sua conta.




O Cronapp disponibilizou novas propriedades para que seja possível mudar o tipo de autenticação após um projeto ser criado, elas são: Normal, Token, Active Directory, LDAP, Certificado Digital, Redes Social (Facebook, LinkedIn, Google e Github) Oauth2 e SAML. A partir de agora, em qualquer momento de desenvolvimento do projeto, pode-se alternar entre elas.


Figura 1 - Acesso as configurações de autenticação do projeto


O novo componente permite agendar eventos, inclusive com regras de recorrências, e exibi-los em diferentes formatos. O Agendador pode ser configurado e adaptado para contemplar as mais diversas necessidades do seu sistema.

Para mais detalhes, acesse a documentação do componente Agendador.


Componente visual Agendador



Os projetos criados no Cronapp permitirão um novo tipo de autenticação por modo Low-code, o SAML (Linguagem de Marcação para Autorização de Segurança).


Figura 1 - Configuração da autenticação SAML


Na janela de Configurações do Projeto, clique na aba Configurações do Projeto e selecione a opção SMAL no campo Autenticação para exibir a aba Configurações da Autenticação com os campos abaixo (Figura 1): 

  • ID da Entidade: Especifica o ID mencionado no URI e nos tokens;
  • URL de Metadados: Endereço do SAML 2.0 Identity Provider Metadata;
  • Arquivo de Chaves: Arquivo JKS com as chaves de assinatura;
  • Senha do Arquivo de Chaves: Senha do arquivo JKS com as chaves de assinatura;
  • Chave Privada: Alias da chave a ser usada para as assinaturas;
  • Senha da Chave Privada: Senha da chave a ser usada para as assinaturas.



Nova função: Promessa

Agora o Cronapp permite armazenar o retorno de operações assíncronas em uma promessa. Dessa forma, o retorno pode ser armazenado em uma promessa e ser resolvido ao obter o resultado em um evento, por exemplo, evento ao obter.

Os blocos de Promessas são do tipo cliente (web e mobile). 


Exemplo de uso dos blocos de Promessas